Pilot Season: Ghosted (FOX)

O texto que se segue NÃO CONTÉM SPOILERS.

Juntar o paranormal e o humor é já por si uma ideia com potencial, mas se a isto adicionarmos dois dos mais divertidos actores de comédia da actualidade, então o resultado só pode ser bom.

A junção de Adam Scott (Max) e Craig Robinson (Leroy) tinha tudo para ser boa, mas se a estes dois juntarmos uma pitada de sátira/homenagem a “The X-Files” então os ingredientes para o sucesso estão garantidos, ou quase.  Max é um antigo professor neurótico que acredita em aliens e que a sua mulher foi raptada por eles, enquanto Leroy é um excelente antigo detective, bastante taciturno. Ambos são “raptados” pela Bureau Underground (uma agência que lida com o paranormal) tudo porque um agente, aquando do seu rapto, pediu especificamente o recrutamento destes dois.

O piloto e a série foram desenhados para os dois actores, ficamos com a sensação de que ambos nasceram para interpretar estes papéis e a verdade é que nunca desapontam ao longo do episódio. A química é palpável, as situações divertidas e os one-liners estão presentes em boas doses, enquanto que a dinâmica foi uma constante. Mas acima de tudo estes dois actores são divertidos e perfeitamente capazes de carregar a série às costas.

Max: “Wow this is our first mission. What should I do?
Leroy: Stay quiet.”

Como em tantas outras comédias, um dos maiores desafios consiste em dar profundidade ao elenco secundário e aqui o piloto falha redondamente. Com a excepção de Barry (Adeel Akhtar), um cientista com uns tiques nervosos, todos os outros personagens são demasiado básicos e sem o mínimo de desenvolvimento. O que também não foi muito bem conseguido foram as cenas de acção, isto porque muitas delas pareciam um elemento estranho na narrativa. E claro, o ritmo, como em tantas outras séries, foi demasiado elevado, factor que prejudicou essencialmente as já citadas personagens secundárias.

“Ghosted” tem todos os ingredientes para poder ser uma comédia bastante interessante já que explora um tema que pode dar azo a inúmeras situações divertidas, mas principalmente porque tem nos seus dois protagonistas um par de grande calibre capaz de proporcionar grandes momentos. Só é pena que a série não consiga dar protagonismo ao elenco secundário, porque assim que o fizer a qualidade sobe exponencialmente.

Um pensamento em “Pilot Season: Ghosted (FOX)”

  1. Honestamente, achei o piloto fraquinho e sem grande piada. É difícil uma comédia acertar em tudo logo no piloto, por vezes precisa de espaço para crescer, mas neste caso, nem um sorriso deu para esboçar. Fico por aqui.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.