The Walking Dead: 8×05 – The Big Scary U (AMC)

O texto que se segue CONTÉM SPOILERS

E eis que ao fim de tantos episódios temos direito a uma dupla tão improvável como aborrecida.

O “padre” Gabriel tem vários defeitos há já algum tempo, mas basta um para mim: ele é uma seca. Qualquer coisa que faça, diga ou reze, é uma dose boa para dormir. Quando ele apareceu pela primeira vez, lembro-me de ter ficado entusiasmado com o facto de termos alguém com uma visão diferente das coisas e que poderia trazer algo novo. Mas porque ele de padre nada tem (além de não o ser, nunca me convenceu como personagem. Se dissesse que era jogador de futebol e ganhava milhões teria a mesma plausibilidade para mim) e porque as suas acções sempre deambularam entre cobardice, estupidez ou “está bem abelha”, este foi muito cedo para a minha lista de personagens descartáveis. Daí que este episódio tenha sido um martírio para mim.

Ele e Negan juntos nuns míseros metros quadrados, cercados por zombies, numa espécie de confessionário e a “aliarem-se” para sobreviverem, é um cenário que dificilmente imaginaria há alguns episódios atrás. Confesso que estes foram longos minutos para mim. A tentativa de Gabriel sacar pecados de Negan, este a vacilar e por fim a incrível jornada de sobrevivência entre dezenas de zombies (o truque das tripas dá sempre jeito quando a malta não sabe como sair de uma beco narrativo), foram todas peças fundamentais nesta narrativa soporífera.

E vejamos estes outros pontos:

  • Sendo que Negan poderia estar morto e que os novos líderes não mostraram grande capacidade de liderança (e as condições pioraram enormemente), continuo sem perceber tamanha subserviência dos trabalhadores. Um “golpe de estado” nunca foi tão fácil.
  • Basta Negan reaparecer, reclamar um banho para si e um bom repasto, que as mesmas pessoas que minutos antes reclamavam por melhores condições ajoelham-se e seguem com a sua vida.
  • Continuo sem perceber como Negan e Gabriel sobreviveram aos zombies.
  • Daryl e Rick envolveram-se numa luta tão desnecessária como patética. E esta patetice atingiu o seu máximo quando ambos fugiram da explosão e colocaram de lado toda a raiva. Nem “Tom & Jerry” fariam melhor.

Ao fim de cinco episódios vejo pouco desenvolvimento por aqui, pouca vontade de seguir caminho e um esticar da corda que já tanto foi esticada em temporadas anteriores. Esta está cada vez mais fina e já faltou muita mais para partir.

5 opiniões sobre “The Walking Dead: 8×05 – The Big Scary U (AMC)”

  1. É uma chatice! Desenvolvimento parece ser uma palavra que não faz parte do vocabulário de quem escreve a série. Depois lá vem aqueles episódios que é tudo ao molho e Fé em Deus. O padreco estar doente é a única coisa boa, pois deve ir de vela e já vai tarde!

    Negan tinha tudo para ser e se calhar ainda o será, um personagem que daria mais pica para ver a série mas é tão chato que já não me importo se morre nesta temporada ou se é arrastado infinitamente por mais umas quantas.

    E por onde andam as outras personagens? Ainda não vi uns quantos. E o pior, não têm feito falta!

    É caso para dizer: haja pachorra para tanta patetice. Outra coisa ainda pior? Eu ainda tenho! 😦

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.