RC (31 Dez 17 – 6 Jan 18): Fiona não é a última bolacha do pacote

Emmy Rossum toma as rédeas da realização no mais recente episódio de “Shameless”.

Shameless: 8×08 – Frank’s Northern Southern Express

Depois de um dos melhores episódios da temporada, cada vez mais escassos no decorrer dos últimos anos, “Shameless” volta a sofrer nova metamorfose para um registo bem mais leve. Já aqui elogiei a série por tão bem saber fundir ambos os pólos de comédia e drama, comentário a manter, mas nas últimas semanas desconstrói o drama com demasiada facilidade. Sim, é certo que a vida continua para estas personagens, mas torna-se frustrante o seguimento dado a certos arcos narrativos, largados temporariamente no seu clímax. Depois do encarcerar do professor de Lip, rapidamente se lhe acrescentam novos dramas ao dia-a-dia. Ainda assim serviu para lhe ser colocada a pergunta: Quem é Lip Gallagher? Há possibilidade de crescimento a retirar dali.

Depois de inúmeros episódios com Frank envolvido nos assuntos da escola de Liam, rapidamente se coloca isso de lado para dar primazia ao seu novo negócio além fronteiras. Nada contra, até porque esta segunda investida apresenta maior potencial, mas paira a sensação de que actualmente pouco há a contar sobre estas personagens que se sustente para lá da marca de dois ou três episódios. Temporada de metamorfose para Frank Gallagher. Contam-se os minutos até que incorra nos velhos hábitos, não fosse esta série propícia a círculos viciosos.

Depois de se revelar instável no episódio anterior, Ian volta a sofrer mudanças de humor, qual espelho de uma depressão que afinal talvez não tenha sob controle. Ainda que o refira aqui e ali, a sua animosidade para com Fiona é posta de molho. Por mais que custe a ideia de se voltar a “destruir” Ian, ainda que seja ordem natural na sua condição, a verdade é que a temporada precisa de um abanão na sua recta final.

Fiona atinge a epifania, não por si própria mas por apontar de dedo alheio, de que é…complicada. Chega a ser ridículo quando colocam palavras de confirmação na boca dos restantes membros da família, como se se tratasse de algo nunca antes ponderado. Numa temporada que lhe é inexistente no que ao sexo diz respeito, Fiona vê-se rejeitada. Pela segunda vez, se tida em conta a recente nega do ex-namorado. Apercebe-se agora de que carrega a família às costas, entrave do qual nunca se consegue realmente libertar.

A acrescentar a um episódio por si só fraco, há ainda Debbie e Carl, ambos precursores de arcos narrativos por demais ridículos. De louvar ainda assim a mudança de atitude de Debbie quanto à possibilidade de um segundo filho. Já no que toca a Carl, conseguiram emparelhá-lo a uma das personagens mais irritantes no historial de “Shameless”.

Apenas mais um episódio numa temporada com muito pouco para dar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.