Guião das séries para Março (de manhã Inverno, à noite serão)

Todos os anos as coisas repetem-se. Dezenas de estreias, umas anónimas outras com pompa e circunstância. Umas fadadas ao sucesso, colhendo os favores do público, outras condenadas ao desastre.

Um pequeno guião, sobre as estreias para o mês de Março.

Life Sentence (7 de Março, CW)

 Dramédia sobre as consequências de uma paciente de cancro que havia moldado a sua vida para viver todos os dias como se fossem o último e as consequências que tal acarreta quando descobre que a sua doença está em remissão.

Expectativa: Nenhuma

 Champions (8 de Março, NBC)

Comédia. Mindy Kaling. E deveria bastar, mas, vá lá, mais um bocadinho. Um instrutor de ginásio e o seu bem-parecido irmão veem a sua vida de mulheres e ginásio acabar quando uma antiga namorada do primeiro, o deixa com o seu filho. Já visto.

Expectativa: Nenhuma

Deception (11 de Março, ABC)

A imaginação não tem limites. E o desespero para agarra audiências também não. Um policial centrado num ilusionista caído em desgraça que se torna consultor do FBI!!!! Apesar da espectativa ser abaixo de zero, só este pressuposto merece o visionamento. Um guilty pleasure em pespectiva!

Expectativa: Nenhuma. Mesmo nenhuma. Abaixo de zero.

Instinct (11 de Março, CBS)

Mais um policial, dos muitos que enxameiam todas as temporadas televisivas. Este com o aliciante de ser baseado nos livros de James Patterson e com Alan Cumming no principal papel e com Whoopy Goldberg, a secundá-lo. Um ex-agente da CIA, professor e escritor, regressa ao active quando um serial killer entra numa espiral de assassinatos.

Expectativa: Alguma

For the People (13 de Março, ABC)

Extraordinariamente original, a premissa promete retratar os dramas pessoais, profissionais e legais passados no Tribunal Federal de Nova Iorque.

Expectativa: nenhuma. Poupem-me!

Rise (13 de Março, NBC)

Um musical passado numa escola secundária, frequentado por alunos da classe media que encontram um professor apaixonado pela sua profissão e que os motiva a ultrapassarem os seus limites e a conquistar o sonho, cantando, dançando e representando. Ou algo no género….

Expectativa: Nenhuma

Krypton (21 de Março, SyFy)

Na febre vírica a que estamos a assistir nos últimos anos de adaptações mais ou menos imaginativas de diversos comics, chega-nos uma série passada no planeta de um dos mais emblemáticos super-heróis: Kal-el, para os conhecedores e, para os outros, Super-Homem (ou Superman, como agora se diz).

A história passa-se dois séculos antes do nascimento do nosso herói, narrando a vida do seu avô, Seg-El, de quem terá herdado o sentido de justiça e de missão. A curiosidade reside na recriação da sociedade de Krypton num planeta que será destruído e no aprofundamento de uma mitologia que tem milhões de indefectiveis.

Expectativa: Mediana

Station 19 (22 de Março, ABC)

Spin-off de Grey’s Anatomy, agora ambientado num quartel de bombeiros, dissecando as vidas profissionais e pessoais dos soldados da paz. Enfim… quando se busca inspiração nos Chicagos…

Expectativa: absolutamente nenhuma.

O Mecanismo/The Mechanism (23 de Março, Netflix)

Drama politico-policial da autoria de José Padilha, que narra a operação lava-jato. Um grupo de investigadores procuram desmascarar um esquema de corrupção, mas com consequências imprevisíveis. Actual.

Expectativa: Alguma

Barry (25 de Março, HBO)

Não sei porque, mas a premissa e o trailer fizeram-me lembrar o saudoso “Chuck”, mas ao contrário.

Um assassino contratado de segunda categoria desloca-se a Los Angeles em trabalho quando acidentalmente é recrutado para um grupo de teatro. Os equívocos sucedem-se…

Expectativa: Razoável

Trust (25 de Março, FX)

Em primeiro lugar “Trust” é realizado por Danny Boyle. Em Segundo lugar, retrata os acontecimentos reais, ocorridos em 1973 quando o herdeiro da milionária família Getty é raptado pela mafia italiana. Em terceiro lugar centra-se nas lutas no clã milionário que se desinteressam em salvar das garras da mafia o seu familiar. Em quarto lugar promote muito. E, sim, faz lembrar “All the Money in the world”.

Expectativa: Elevada

The Terror (26 de Março, AMC)

Um navio em missão de exploração no círculo Polar Ártico, em busca da ligação ao Pacífico, comandado pelo explorador John Franklin, fica presa no gelo. Na sua tentativa de sobrevivência a tripulação entra em conflito, sendo perseguida por um misterioso monstro. A série promete um retrato brutal da luta pela sobrevivência daquele grupo de marinheiros e exploradores.

Expectativa: Elevada

 Splitting Up Together (27 de Março, ABC)

Sitcom baseada numa série dinamarquesa de sucesso. Um casal em processo de divórcio, redescobre que afinal a sua relação ainda tem química.

Expectativa: Não há química com o espectador.

Siren (29 de Março, Freeform)

Um pressuposto estranho e fora de moda: uma misteriosa rapariga dá à costa junto a uma pequena povoação norte-americana, provando que a lenda das sereias afinal é real. Fantasia, suspense, romance, mistério… Mais valia um reboot do “Homem da Atlântida”

Expectativa: Nenhuma

7 opiniões sobre “Guião das séries para Março (de manhã Inverno, à noite serão)”

    1. É daquelas séries que intuo ser uma valente porcaria, mas não consigo deixar de colocar mentalmente na minha lista “a ver”. Irei espreitar com toda a certeza por uns dois ou três episódios…

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.