Kitchen Confidential (2005): Outra forma de recordar Anthony Bourdain

Anthony Bourdain tornou-se figura proeminente no mundo da televisão com programas como “No Reservations” e “Parts Unknown”, mas foi com a publicação das suas memórias, intituladas “Kitchen Confidential” (ou “Kitchen Confidential: Adventures in the Culinary Underbelly”) e que levantavam o véu sobre o competitivo mundo da restauração, que dava os primeiros passos para o reconhecimento a nível mundial. Esse livro, que se tornaria um bestseller em 2000, inspiraria uma sitcom em 2005 a que a Fox deu vida, mas rapidamente eliminou.

Encontrar boas séries canceladas antes de tempo é algo relativamente fácil na longa lista de programas que fazem parte do «cemitério» da FOX. “Kitchen Confidential” é um desses achados, revelando-se uma sitcom hilariante que vale algumas horas de boa disposição.

Boa comida, drogas e o trabalho nas cozinhas de restaurantes de topo. “Kitchen Confidential” conta a história de Jack Bourdain (Bradley Cooper), que tinha tudo na vida a seu favor até uma noite de deboche. Quatro anos depois, ele tenta organizar a sua vida com ajuda da namorada. Está sóbrio há um ano e trabalha na pizzaria dela, mas está longe dos tempos áureos como um dos melhores chefes de cozinha de Nova Iorque. Quando Pino Lugeria (Frank Langella) o contacta para que ele tome conta da cozinha do seu famoso restaurante, o Nolita, Jack sabe que é uma oferta que não pode recusar.

Com apenas 48 horas para encontrar um staff e abrir o restaurante a mais de 300 pessoas, entre os quais se encontra um crítico do New York Times, Jack decide recrutar os seus velhos amigos, Seth Richman (Nicholas Brendon), Teddy Wong (John Cho) e Steven Daedelus (Owain Yeoman). Mas nem tudo são facilidades, principalmente, quando Jack encontra alguma rivalidade com Mimi (Bonnie Somerville), a chefe dos empregados de mesa.

Mesmo com bastante potencial, “Kitchen Confidential” não teve oportunidade para se afirmar. Apesar de cancelada após quatro episódios,  foram disponibilizados 13, e regressar à série por estes dias é uma boa forma de prestar homenagem a Anthony Bourdain.

Um pensamento em “Kitchen Confidential (2005): Outra forma de recordar Anthony Bourdain”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.