Crónicas (T3): Quando a chávena quebra

Nunca devendo ser ignorado, o som pode ser uma ferramenta essencial para reforçar uma ideia pré-estabelecida. Motivo recorrente nos diálogos trocados por ambos os protagonistas de “Hannibal”, a chávena cai, num belíssimo slow motion que a engrandece na importância vindoura, e produz ao quebrar o som que a regra dita. Imagem do irrecuperável. Inicialmente diegético, audível para a própria personagem, o som pode ser reavido mais tarde já sem a imagem que o acompanha.

Continuar a ler “Crónicas (T3): Quando a chávena quebra”

RC (12-18 Nov 17): Cadafalso dos amantes

O tão aguardado regresso de “Peaky f***ing Blinders”. A despedida de “You’re the Worst”. “Shameless” e a entrada de Frank Gallagher na vida adulta.

Continuar a ler “RC (12-18 Nov 17): Cadafalso dos amantes”

Lady Dynamite (T2): O maior freak show de 2017

O texto que se segue NÃO CONTÉM SPOILERS

Maria Bamford continua na sua missão de derrubar os estigmas em torno das doenças mentais. “Lady Dynamite” mantém-se veículo semi-biográfico do coexistir da comediante com a sua doença bipolar de tipo II. Dada a conturbada base de inspiração, acaba por se resguardar como série de nicho. Em plena segunda temporada, ainda deixa o espectador com uma sensação de estranheza perante a faceta surrealista que exibe os contornos da mente da própria actriz. Por entre situações irrisórias, “Lady Dynamite” dispõe laivos de genialidade que tanto contam sobre uma Hollywood corrosiva.

Continuar a ler “Lady Dynamite (T2): O maior freak show de 2017”

Pilot Season: S.W.A.T. (CBS)

O texto que se segue NÃO CONTÉM SPOILERS

Baseada no filme homónimo de 2003, por sua vez inspirado na série de 1975, a nova tentativa “S.W.A.T.” chega à CBS como proposta para meter o cérebro de molho. Encabeçada por Shemar Moore, nesta que é a sua primeira incursão televisiva depois de 11 anos como regular em “Criminal Minds”.

Continuar a ler “Pilot Season: S.W.A.T. (CBS)”