Relações de plástico, pornografia sentimental

Tenho uma antipatia especial e apaixonada pelos reality shows. Esse sentimento assenta numa relação paradoxal. Por um lado, considero-os um produto claramente televisivo, por outro estou convicto de que são socialmente perniciosos.

Continuar a ler “Relações de plástico, pornografia sentimental”

Crónicas (T3): O grilo falante das expectativas

Pode o hype que veste uma série revelar-se como algo positivo? Pode alguma vez esse elevar desmesurado de expectativas conduzir a uma experiência sem quaisquer pré-idealizações? Continuar a ler “Crónicas (T3): O grilo falante das expectativas”

Crónicas (T3): A (minha) despedida de “The Walking Dead”

O inevitável aconteceu (embora um milagre narrativo pudesse sempre acontecer) e mais uma personagem “querida” da série morreu. Foi a minha despedida da série também. E para que fique claro desde o início, esta minha despedida foi sendo adiada muitas vezes e em nada se relaciona com a morte de alguém.
Continuar a ler “Crónicas (T3): A (minha) despedida de “The Walking Dead””

Crónicas (T3): Don’t judge a book by its cover

“Don’t judge a book by its cover“, diz-se metaforicamente, no Reino Unido e em países anglo-saxónicos, quando se quer frisar que não se deve julgar a qualidade ou o valor de algo baseando-se apenas na sua aparência (por cá, usamos o “as aparências iludem”). E tal como, se optarmos pela abordagem literal da frase ao invés da metafórica, um livro não deve ser avaliado pela sua capa (ou até pelo seu primeiro capítulo) , uma série não deve ser julgada pelo seu primeiro episódio.

Continuar a ler “Crónicas (T3): Don’t judge a book by its cover”

Crónicas (T3): Televisor traidor

Reparei com alguma surpresa que têm estreado diversas séries baseadas em livros, preparando-se para chegar uma catadupa de novas propostas baseadas em best sellers de maior ou menor reconhecimento público.

Continuar a ler “Crónicas (T3): Televisor traidor”

Crónicas (T3): Temas antigos, novas ideias

Faz parte do ritual sazonal. Por cada época nova de séries, haverá sempre algumas que obrigatoriamente andarão à volta de temas que já há muito fazem parte do mundo televisivo. O sistema de saúde, o da justiça e o político, são 3 desses pilares. E como muitas vezes as ideias parecem faltar, aqui vão algumas da minha parte. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

Continuar a ler “Crónicas (T3): Temas antigos, novas ideias”