Crónicas (T4): Futeboladas intemporais – anatomia de um desporto em decadência

Quando no panorama televisivo se endeusam desportistas e se sucedem programas supostamente sobre futebol, mas que de futebol nada falam, façamos uma viagem no tempo e comparemos o antes inocente e este presente envenenado. Procuremos, então, a origem de todos s males – se é que existe – e imaginemos que “Timeless” continua em exibição.

É que os anos 1980 possibilitam um paralelismo muito curioso no que respeita aos acontecimentos. Quase que poderíamos dizer que foi esta a década do embrião futebolístico actual. Foi neste local temporal que as televisões começaram a cobrir massivamente tudo o que fosse pontapé na bola, apareceram os primeiros programas onde se discutia futebol e se começou a apostar na formação de jogadores que viria a dar os seus frutos anos mais tarde.

Continuar a ler “Crónicas (T4): Futeboladas intemporais – anatomia de um desporto em decadência”

Pilot Season: The Romanoffs (Amazon)

O texto que se segue NÃO CONTÉM SPOILERS

Desde que entrámos na chamada “época de ouro” da televisão que há muita tendência para dizer que uma série, por ser tão boa, é mais como se fosse um filme. Deixando de lado o facto de que os telefilmes já existem há muito, esta mania de considerar o cinema superior à TV é, nos dias que correm, cada vez mais difícil de defender, tendo em conta a chegada em massa de grandes estrelas de Hollywood à TV. Mas e se, de repente, uma série contrariasse esta tendência? E se, uma série realmente fosse como um “pequeno filme”? Pois bem, parece finalmente temos isso, e o seu nome é “The Romanoffs”.
Continuar a ler “Pilot Season: The Romanoffs (Amazon)”

Estreias em Linha: “A Discovery of Witches”, “A Million Little Things.”, “Into the Dark”, “New Amsterdam” e “Strangers”

O “Estreias em Linha” é uma rubrica que permite acesso imediato, sem conversa nem spoilers, a opiniões incisivas sobre as novas séries que estreiam esta temporada. Todas as semanas, classificaremos cinco.  Esta semana, destacamos “A Discovery of Witches” (Sky One), “A Million Little Things” (ABC), “Into the Dark” (Hulu), “New Amsterdam” (NBC) e “Strangers” (ITV).

Continuar a ler “Estreias em Linha: “A Discovery of Witches”, “A Million Little Things.”, “Into the Dark”, “New Amsterdam” e “Strangers””

Crónicas (T4): Nem todos os regressos do passado são sinais de futuro

Nada em ficção é definitivo. Nem a morte de um protagonista, nem a de um personagem, muito menos a de uma série. Façam um esforço e procurem lembrar-se de quantos regressos – ou revivals – vimos nos últimos dois anos. Pois foi, esses e muitos outros.

Continuar a ler “Crónicas (T4): Nem todos os regressos do passado são sinais de futuro”

Estreias em Linha: “I Feel Bad”, “Magnum P.I.”, “Manifest”, “Murphy Brown” e “Single Parents”

O “Estreias em Linha” é uma rubrica que permite acesso imediato, sem conversa nem spoilers, a opiniões incisivas sobre as novas séries que estreiam esta temporada. Todas as semanas, classificaremos cinco.  Esta semana, destacamos “I Feel Bad” (NBC), “Magnum P.I.” (CBS), “Manifest” (NBC), “Murphy Brown” (CBS) e “Single Parents” (ABC).

Continuar a ler “Estreias em Linha: “I Feel Bad”, “Magnum P.I.”, “Manifest”, “Murphy Brown” e “Single Parents””

Crónicas (T4): TVSéries – Homeless of HBO e o estado decrépito de (quase) todos os canais nacionais de séries de televisão

A perda, ainda não oficializada mas notória junto dos consumidores, do catálogo HBO por parte do TVSéries é mais um forte sinal que as plataformas de streaming estão determinadas em eliminar a concorrência. Basta ver o autêntico degredo em que se tornaram as grelhas de programação de quase todos os canais dedicados à exibição de ficção televisiva escrita que operam em território nacional para ter poucas dúvidas que o streaming é, mais que o futuro, o presente e que o modelo tradicional ou impõe a sua própria revolução (mas como?) ou progressivamente cairá no esquecimento. É que hoje temos Netflix e Amazon Prime e amanhã teremos HBO, quem sabe Hulu daqui a uns tempos e outros que tais. Para quê, então, gastar dinheiro para ou ter canais extra de séries ou um canal premium onde repetições até à exaustão de “Game of Thrones” e “Outlander” (imagino que isso se deva a não saberem que são feitas quase 500 novas séries por ano só nos EUA, fora ainda os excelentes conteúdos europeus que quase só quem trabalha na RTP2 conhece e todas as outras séries mais antigas, e melhores que estas, que o público português desconhece ou gostaria de rever), ou séries de terceira canceladas ao fim de poucos episódios como “The Defenders” e “King & Maxwell”, ou ainda banalidades como “Chicago Fire” e derivados, ocupam lugar privilegiado num canal que era suposto ser premium e não um AXN 2.0?

Continuar a ler “Crónicas (T4): TVSéries – Homeless of HBO e o estado decrépito de (quase) todos os canais nacionais de séries de televisão”

Pilot Season: “A Discovery of Witches” não conta nada de novo, mas fá-lo com qualidade

O texto que se segue NÃO CONTÉM SPOILERS

A nossa obsessão por bruxas, vampiros e demónios é antiga e certamente será constante até ao fim dos tempos. O mundo do misticismo está tão enraizado na cultura que facilmente consegue seguidores e a ficção não se coíbe de o explorar em proveito próprio. “A Discovery of Witches”, série do Sky baseada na trilogia “All Souls” de Deborah Harkness, é uma das mais recentes apostas do género em conquistar público. E a manter a qualidade dos primeiros episódios (neste texto seria suposto expressar uma opinião baseada apenas na visualização do piloto, mas fiz batota e já vi três), bastará encontrar uma plataforma que lhe dê maior visibilidade e rapidamente se tornará um fenómeno de popularidade.

Continuar a ler “Pilot Season: “A Discovery of Witches” não conta nada de novo, mas fá-lo com qualidade”